Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carta Fora Da Manga

Um espaço de coisas para dactilografar e hiperligar a gosto.

Carta Fora Da Manga

Um espaço de coisas para dactilografar e hiperligar a gosto.

Sugestões para quem tem tempo em Londres

 

Quantas vezes não vemos posts e artigos com títulos do género:

 

- Um Fim-de-semana em Paris

- O que não pode perder se só se tem um dia em Viena.

- Stockholm Off The Beaten Path

 

E quando se tem tempo a mais numa cidade?

E quando já se puseram os vistos e se marcaram as presenças nos sítios todos que se queria visitar?

 

 

Pois bem, eu proponho 5 sugestões para pessoas com tempo a sobrar, se essa cidade for Londres.

 

Eis 5 opções para quando o tempo não é limitativo.

 

 

1. BAPS Shri Swaminarayan Mandir ou Neasden Temple

 

Este templo é lindo. 

Templo hindu, tem um estilo arquitectónico que lembra tanto a Índia que parece completamente deslocado na Europa.

Parece que alguém o retirou do seu elemento algures na Índia e o trouxe para os arredores de Londres.

Foi na Índia aliás que mais de 5000 toneladas de peças de mármore e calcário foram esculpidas à mão e transportadas para Londres.

 

Impressionante.

 

Infelizmente este templo está bem deslocado da cidade e precisa que os turistas e visitantes disponham de algum tempo para o visitar.

Felizmente dá para lá chegar com a rede de transportes públicos a partir do centro de Londres: metro + autocarro, por exemplo.

 

Um aviso: não é possível fotografar o interior do templo. 

     

imagem do exterior do templo

 

 

2. Gods Own Junkyard

 

Este canto deslocado do centro da cidade e um misto de café + instalação artística.

Um colecção de sinais neon reutilizados, este café é fotogénico desde a entrada até ao latte com uma fatia de bolo.

Para lá chegar pode-se ir de metro ate à estação de Walthamstow Central e depois andar uns 15 - 20 minutos a pé.

E como se a recompensa de entrarmos numa galeria de neons aberta ao público não fosse suficiente, o café tem como vizinhos um bar de gins e uma fábrica de cerveja. 

 

Gods Own Junkyard

 

3. Barbican Centre

 

Eu não sabia nada do estilo arquitectónico brutalismo até conhecer o complexo do Barbican.

Em poucas palavras, o Barbican e um centro de arte que demorou quase 30 anos a construir, com 2000 apartamentos e duas escolas. 

 Tem também uma sala de concertos, um teatro, uma galeria de arte, a Guildhall School of Music and Drama, entre tantas outras valências!

 

Porquê ir lá?

 

Porque esteticamente é muito bonito. O diálogo entre o estilo arquitectónico rígido, os jardins e os vários cursos de água, juntamente com a sua oferta cultural, fazem dele um sítio bem diferente do que se pode encontrar noutras cidades.

 

Barbican

 

 

4. Hampstead Heath

 

Hampstead  é um dos espaços abertos mais populares de Londres.

Tem das melhores vistas sobre Londres (Parliament Hill), o Museu de Freud (a casa onde Freud viveu e morreu depois de fugir dos nazis), a casa do poeta inglês Keat, e é no geral um sítio bastante bom de se passear.

 

 

5. Kew Gardens

 

300 hectares de jardim botânico chamam de certeza mais visitantes do que somente os fãs de botânica.

Estes jardins orgulham-se de ter, entre os vários jardins botânicos do mundo, a colecção mais diversa de plantas vivas (informação do site).

 A Temperate House  é um edifício feito com muito bom gosto, a Pagoda encaixa estranhamente bem nestes jardins, e a experiência de andar pela copa das árvores não pode ser perdida!

 

Temperate House

 

 

Escolhi estas 5 opções como poderia ter escolhido outras 5.

E mais 5.

E mais.

 

Londres é imensa.

 

Daí ser de fácil conclusão que para mim não  é possível ter tempo a mais em Londres.

 

Espero num post futuro dar outras 5 opções.

 

As imagens são da página do meu Instagramv

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.