Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carta Fora Da Manga

Um espaço de coisas para dactilografar e hiperligar a gosto.

Carta Fora Da Manga

Um espaço de coisas para dactilografar e hiperligar a gosto.

O que me ficou de 2019

2019 já lá vai.

 

Mais de um mês que passou, caraças.

 

Como em tudo há coisas que ficam, e outras que não.

 

Deixo aqui uma mini lista de destaques do ano passado que ainda me lembro e vou falando com amigos, e que alguém desse lado poderá achar interessante.

 

Fico também à espera de uma sugestão ou outra vossa, sugestões são sempre bem-vindas!!

 

Marwencol   ]documentário[

mare.jpg

 

 

Ok, não é de 2019, é de 2010, mas como só o vi no ano passado, para este post vai contar, eheh.

 

Adorei este documentário.

 

Suponho que passou muito despercebido à generalidade das pessoas, ou então só a mim mesmo e ao meu círculo próximo ]pelo menos eu só no ano passado ouvi falar dele[ e isso fez com que eu não soubesse bem o que esperar antes de o ver e devo dizer que fiquei agradavelmente surpreendido!

 

Um indivíduo ] Mark Hogancamp [ é agredido por outros à saída de um bar, fica em coma por vários dias e acaba por sofrer danos cerebrais irreversíveis incluíndo perder irreverssívelmente boa parte da sua memória.

 

Em jeito de terapia, cria o seu próprio mundo a uma escala de 1/6 em que ele próprio é um personagem.

 

E mais não digo.

 

Tocaram-me várias coisas neste documentário: as peculiaridades de Mark e o jeito que o mundo o aceitou, a tragédia pessoal transformada em arte... Carambas, de por vezes tão estranho é um documentário muito, muio interessante.

 

Fica a recomendação.

 

The Last Black Man in SF   ]filme[

sf.jpg

 

 

São Francisco + gentrificação + grande banda sonora + grandes planos.

 

Este é mesmo saído de 2019.

 

O guião talvez não seja o melhor, mas o filme é uma beleza.

 

Um jovem negro ] Jimmie Fails [ ambiciona voltar a viver na casa que o seu avô construiu em SF. 

 

Juntamente com o melhor amigo, tentam encontrar o seu lugar numa cidade que cada vez aceita menos gente que não está a caminho de se tornar ou já é milionária.

 

Ingenuidade, sentido de dever, uma óptima opção para um filme à noite.

Mas deixo o conselho, o filme é para ser apreciado, por isso o telemóvel deve ficar bem de lado; este filme agarrou-me pelos detalhes e merece toda a nossa atenção.

 

Recheado de diálogos muito interessantes, em que o realizador não parece ter problemas em criar cenas longas não habituais que dão um apelo visual e auditivo muito aprazíveis ao filme.

 

É um filme que me criou expectativas e não as desfraldou. 

 

E agora, quando penso nele lembro-me automaticamente desta versão da musica original que aparece na banda sonora:

https://www.youtube.com/watch?edufilter=NULL&v=3d3QbwWnLbc

 

Parasitas ]filme[

 

par.jpg

 

 

Tanto se disse e escreveu, e tanto ainda se anda a falar sobre este filme.

 

Foi o meu filme do ano.

 

Mais que um filme dentro de um filme.

 

Tem suspense, "gore", comédia, acção, distinções de classe, reviravoltas, tudo bem misturadinho e dirigido.

 

É daqueles filmes que podemos começar a apoiar um tipo de personagem, para depois mudarmos a nossa perspectiva e quem sabe isso pode mudar outra vez até ao fim do filme.

 

Fui de pé atrás perante tanta aclamação e só posso recomendar Parasitas a quem ainda não viu.

 

Ainda em filmes & documentários, deixo aqui breves recomendações de coisas muito boas também, que 2019 me trouxe.

Upgrade 

Baixo orçamento, filme de categoria B, mas se é bom!

 

Até quo o porno nos separe

Mais uma pérola do Jorge Pelicano, ao nível ]alto[ do Pára-me De Repente O Pensamento.

 

The Art of Self-Defense

Na onda do The Last Black Man in SF ] bons actores, alternativo, indie [ mas com mais humor. 

 

Won't You Be My Neighbor?  ]doc[

Vem aí o filme com o Tom Hanks, mas depois deste belíssimo documentário com o verdadeiro Fred Rogers, não tenho pressa em ver uma réplica.

 

As Praias de Agnès

Vou ter tanta pena quando acabar de ver toda a sua filmografia...

 

Fleabag. Fleabag. Fleabaaaaag!!

 

Coco

 

Dolor y gloria

Primeiro filme que vi do Almodovar, e foi logo a sua "biografia". Vou ver mais dele sem dúvida!!

 

Three Identical Strangers  ]doc[

 

Lucky

Ai o meu coração...

 

____________________________________________________________

Born a Crime: Stories From a South African Childhood  ] livro [

 

Foi um ano em que li um número razoável de livros, mas poucos me tocaram ou deixaram marca.

 

Ouve livros até que sofri um bocado para os acabar ] Monte dos vendavais, estou a falar de ti[ .

 

Deixo aqui novamente a dica do livro do Trevor, do qual já escrevi antes, e que gostaria também de ver mais opiniões sobre ele se alguém já o tiver lido.

 

____________________________________________________________

 

Conan O’Brien Needs A Friend  ]podcast[

 

conan.jpg

 

Durante o ano passado, este Podcast acompanhou-me constantemente, quer fosse em casa, a caminho do trabalho, ou até durante viagens.

 

Algo que acho interessante neste programa, é que mesmo quem não aprecie o Conan O'Brien pode gostar de o ouvir, já que a dinâmica é bem diferente da personagem que é o apresentador na TV.

 

Nem todos os convidados são igualmente interessantes para mim, até porque me faltam muitas referências do que os convidados mais antigos foram e fizeram nos EUA quando eu provavelmente nem era nascido.

 

Mas na gerenalidade, é uma hora que se passa bem a ouvir pessoas que maioritariamente entram pelas nossas TVs e computadores adentro, e tem também o belo extra das quesílias entre o Conan e a sua assistente e o produtor.

 

Fica a dica para quem gostar deste género de conversas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.