Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carta Fora Da Manga

Um espaço de coisas para dactilografar e hiperligar a gosto.

Carta Fora Da Manga

Um espaço de coisas para dactilografar e hiperligar a gosto.

Matrix ]20 Anos[

matrix.jpg

 

Continuo o desafio sugerido pelo Filmspotting.

 

Só vi o Matrix quando saiu em 1999 e não sou muito adepto de rever filmes: há tanta coisa boa para ver por aí que tento não repetir.

Mas a oportunidade surgiu e foi tempo de quebrar com o hábito, e consequentemente irá ser a vez de terminar a trilogia e ver alguns extras.

 

Enquadrando o filme...

 

O Matrix foi o quinto filme mais visto de 1999.

 

Foi um marco na altura, com todas as questões que levantava e os efeitos especiais usados que eram do melhor que se fazia, e ainda hoje é bastante discutido e referenciado em conversas.

 

Mas será que ainda faz sentido vê-lo agora como fazia em '99?

 

This is your last chance. After this, there is no turning back. You take the blue pill - the story ends, you wake up in your bed and believe whatever you want to believe. You take the red pill - you stay in Wonderland and I show you how deep the rabbit-hole goes.

 

Lá tive eu que tomar o comprimido vermelho. 

 

Tanto tempo após vê-lo pela primeira vez, foi obrigatoriamente uma experiência diferente.

Tinha que ser. Vi-o bastante novo.

 

Como me lembrava relativamente bem do fio condutor da história, pude agora prestar atenção a pormenores e diálogos que há 20 anos não percebia.

 

Deu para perceber alguma da profundidade que os argumentistas incluíram, como as questões filosóficas e existenciaistas que são o cerne deste filme.

 

O filósofo Jean Baudrillard afirmava no seu livro Simulacra and Simulation que vivemos num mundo simulado ]fiquei com interesse em ler este livro[, e pelo que li foi uma das inspirações para o filme e ]Easter Egg alert[ o livro dele teve até lugar de destaque na "casa do Neo".

Ironicamente ou não, o filósofo não apreciou a trilogia e teceu-lhe até críticas.

 

Além de agora eu ter mais maturidade e conseguir desenrolar o novelo das várias questões colocadas pelos personagens, também os irmãos Wachowski  ]que são os realizadores[ mudaram de género, e não dá para deixar de reparar no quão isso pode estar ligado a alguns momentos no filme que nem me passou pela cabeça pensar antes.

 

Destaco o principal momento que é quando a Trinity beija o Neo morto e ele volta à vida.

Faz tocar alguma campainha?

Faz lembrar algum conto infantil mas de papéis trocados?

 

Entretanto os irmãos fizeram mais alguns filmes, dos quais destaco o Cloud Atlas que tenho de rever, pois nao percebi patavina do fime quando saiu.

 

O que é a realidade?

O que é ficção?

 

Estas são claro duas das questões no filme que podem saltar mais à vista.

 

Mas só a inclusão dessas questões poderia não fazer deste filme um filme de culto.

Este filme & trilogia foram bem mais que isso: são uma soma de questões essenciais e  efeitos especiais que eram de topo à época.

 

Muito há a dizer sobre este filme, mas após o rever só posso destacar o que a experiência me trouxe.

 

Que um filme destes merece ser visto mais que uma vez, pois as suas várias camadas merecem ser descobertas e uma única vez para isso não chega.

Viver sem questões não é uma experiência interessante, e este filme traz-nos questões que cheguem, e as respostas que conseguimos dar ou até mesmo que outros conseguem fornecer, nem por isso nos esclarecem.

 

Cada vez que vejo um filme assim tão marcante gosto imenso de ler ou ouvir algum podcast sobre a interpretação do filme por outras pessoas.

 

É algo que recomendo vivamente a todos pois para mim enriquece a experiência.

 

Este foi o segundo filme de 9 de '99 do desafio do Filmspotting e o episódio pode ser ouvido aqui.

 

Uma fonte deste post foi:

https://www.quora.com/What-relationship-if-any-exists-between-The-Matrix-and-Jean-Baudrillards-Simulacra-and-Simulation

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.